OMNI volta a operar o H225 para a Total

05.02.2018

A Omni Táxi Aéreo acaba de fechar contrato com a Total para o transporte de passageiros e cobertura aeromédica para o Campo de Lapa, na Bacia de Santos. Serão duas aeronaves do modelo H225, com capacidade para transportar até 19 passageiros, saindo do Aeroporto de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, com previsão de seis a nove voos semanais.

 O contrato dará suporte à operação da Total na produção e perfuração de petróleo, disponibilizando o transporte offshore de passageiros e aeromédico 24 horas para a empresa, no primeiro ativo em produção operado pela Total no Brasil no pré-sal brasileiro.

 O contrato marca também o retorno do modelo Airbus H225 à atividade, após a suspensão das operações em maio de 2016. Após uma série de melhorias na transmissão principal e no monitoramento dos sistemas críticos, a aeronave foi aprovada por todas as Autoridades aeronáuticas mundiais em Julho de 2017 para o retorno ao serviço.   Ao longo dos últimos 6 meses foram realizados vários testes, estudos de caso (Safety case) e treinamentos diversos com a equipe de operações e manutenção da Omni junto à Airbus, para um retorno gradual e seguro das operações.  Todos os pilotos foram retreinados em simuladores de voo de última geração da fabricante Airbus e os técnicos de manutenção participaram de programas de reciclagem no Centro de Treinamento da Helibras. 

“Fechamos o ano de 2017 com a conquista de um grande e importante cliente do Óleo e Gás: a empresa Total E&P do Brasil, que já havia sido atendida pela OMNI há 3 anos atrás. O momento atual possui relevante significado para ambas as partes, pois o Campo de Lapa constitui um ativo de enorme valor e a Total passa a ser a primeira empresa de petróleo privada a produzir no Pré-Sal brasileiro. Para a OMNI, representa o importante retorno das operações do H225, que incorporou diversas diretivas técnicas de modernização e melhorias ao longo do ano passado. Assim, entramos em 2018 confiantes em novas oportunidades e desafios, sempre na incessante busca pela melhoria na qualidade e segurança dos nossos voos", comentou o Roberto Coimbra, CEO da Omni.

OMNI volta a operar o H225 para a Total
Usamos cookies em nosso site para fornecer a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em "Aceitar", concorda com a utilização de TODOS os cookies.